• Oferta de boas-vindas para todos
  • Até 30% de desconto
  • Pílulas Gratuitas
Contate-Nos Contate-Nos
Horas de trabalho 09:00 - 17:00 Telefone Brasileiro: Telefone Internacional:

Seu casamento é afetado pela disfunção erétil?

Você não está sozinho . A disfunção erétil é um problema que afeta três em cada dez brasileiros adultos. No mundo são quase 200 milhões de pessoas no total com problemas de impotência sexual.

A primeira coisa que você deve saber neste momento é que existem diversos tipos de tratamentos para as mais diversas causas da disfunção erétil e é possível atravessar essa crise sem perder o relacionamento e ao final dela tornar seu casamento ainda mais forte.

Quebrando o tabu e abrindo o coração

Uma situação esporádica não configura disfunção erétil, mas quando a situação começa a acontecer com uma certa frequência é hora de perceber que não se trata mais de um caso isolado e pode realmente se tratar de um problema de impotência. Chegou a hora de quebrar o tabu e começar a abrir o coração.

A dinâmica do cotidiano atual tem sobrecarregado o ser humano de várias formas. Poucas horas de sono, uma rotina cansativa, o stress do trabalho, ansiedade, depressão, má alimentação e falta de exercícios são todos fatores que contribuem significativamente para o desenvolvimento de um quadro disfunção erétil, ou como é popularmente conhecido, impotência sexual.

Artigo relacionado: Compre Viagra Original Online em farmácia brasileira - Sem Receita!

A estrutura da sociedade deposita ainda mais carga emocional negativa nos ombros do homem: “É preciso ser forte”, “homem não quebra”, “homem não chora”, “homem de verdade não brocha” e várias outras falácias do reforço da masculinidade. Neste momento o homem costuma se esconder atrás da máscara e se fechar em seu mundo interno de cobranças e autoflagelo, fortalecendo ainda mais a continuidade de seu quadro.

O passo mais difícil e o mais impo rtante para dar início ao processo de recuperação do vigor sexual e de seu casamento não é se submeter ao tratamento ou procurar um médico. O primeiro passo é a quebra do tabu: reconhecer e falar sobre o problema com sua companheira.

Ao identificar e reconhecer o problema, o homem aceita que existe algo a ser tratado e pode começar a lidar com a situação. Ao conversar com sua companheira, ambos podem perceber que não existe culpa de nenhuma das partes. Isso é importante frisar: Não é culpa do homem, não é culpa da mulher. É uma questão a ser tratada.

Buscando informações e ajuda juntos

Como já mencionado, são várias as causas que podem levar a um quadro de impotência sexual. A maioria deles associados ao estilo de vida cotidiano, direta ou indiretamente. Dentre as primeiras ações que podem ser executadas, a melhoria da qualidade de vida deve ser a primeira. Introduzir uma rotina de exercícios e alimentação saudável não demoram muito tempo para serem implementadas e os resultados são muito eficientes.

Esta é uma oportunidade para trabalhar a interação do casal em vários outros níveis que talvez não venham sendo trabalhados como poderiam. Cozinhar juntos e se exercitar juntos é um excelente caminho para desenvolver outra vez a cumplicidade que pode ter sido comprometida pelo resultado da disfunção erétil.

Mas muito cuidado! Nenhuma informação encontrada na internet é capaz de substituir o acompanhamento médico ou de profissional da saúde. Isso inclui também o acompanhamento de nutricionista e a avaliação de um cardiologista antes de iniciar as atividades físicas.

Reinventando o sexo

Esta é uma excelente oportunidade para abandonar o protagonismo do pênis na relação sexual. Para as mulheres o sexo não é uma experiência que se restringe ao órgão genital. O mesmo deveria ser verdade para o homem também, contudo, o consumo excessivo de pornografia como fonte de informação e referência sexual acaba transformando o homem em uma máquina de repetição de padrões de comportamento durante o ato.

Artigo relacionado: Compre Levitra Generico (Vardenafil) online nas farmácias brasileiras.

Deixar de consumir material pornográfico e se permitir um sexo que tem início na pele e não nos genitais pode ser um caminho muito interessante para se reencontrar com o prazer. De fato, ao abrir mão do protagonismo do pênis é possível perceber que sexo vai muito além do movimento mecânico e da ejaculação.

Se permitam interagir sexualmente sem esperar pela ereção ou pela ejaculação , desta maneira, conforme o tratamento for dando resultados vocês perceberão como a interação, cumplicidade, toque, sexo e até mesmo o gozo chegou em outro patamar. Um patamar que até então não era sequer imaginado pelo casal.

Neste momento vocês perceberão o quão forte é esta união.



Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar sua visita no site você concorda com o uso de cookies.

Entendi!